domingo, 19 de agosto de 2012

...

Tenho tudo para fazer o que é realmente importante e não acalmo. Virei a casa do avesso. Está tudo do avesso. Avanço. Acalmo. Continuo. Retrocedo. Quero cantar como tu. Morrer, mais tarde, como tu. Em esquecimento. Preciso de saber quanto tempo falta(quanto tempo falta? quanto tempo falta? quanto tempo falta?). para sempre é quanto tempo exactamente? E, quando esse tempo chegar, o que é que eu faço? Canto com ele? danço com ele? Choro com ele? Apanho gatos da rua? Levo o miúdo à escola e um dia foi há tanto tempo que este blogue que esta pessoa que o teu elástico preto que comprei porque queria fazer tudo bem. Sou ridícula. A única coisa que faço bem é comprar um elástico que tu nem usas. Amar-te, eu amar-te, faz-te mal. A tua mãe não gosta de mim. Os teus amigos pensam que desci de uma nave cravada de balas. E tu? E tu? E tu? Lembras-te?

3 comentários:

  1. Uma vez disseram-me "tens que te esvaziar de tudo o que é mau e voltar a encher de coisas boas".

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. O melhor é esquecer o tempo...:)

      Eliminar